Movimento Bem Maior

09 ago 2022

União para combater a fome de 33 milhões

Imprensa

O que você diria se soubesse que todas as pessoas que moram em Portugal, na Suécia, na Dinamarca e na Irlanda estão passando fome? Toda essa população sem ter o que comer. Seria assustador pensar que todos os habitantes desses quatro países passam por privação de alimento. Certamente causaria indignação e comoção geral, certo Errado. Pelo menos não é o que acontece atualmente no nosso país.

Temos 33 milhões de brasileiros passando fome, uma quantidade de pessoas maior do que a soma da população desses países citados e, no entanto, não vemos uma indignação à altura da gravidade da situação. Nem mesmo a indignação que testemunhamos em 1993, quando o sociólogo Betinho lançou uma campanha nacional para combater a fome que naquele ano atingia 32 milhões de brasileiros. No Brasil de 2022, além dos 33 milhões de pessoas passando fome há ainda 125 milhões em insegurança alimentar.

A fome atinge 15% da nossa população e carecemos de medidas urgentes. Com o objetivo de mudar esse cenário, algumas organizações, entre elas o Movimento Bem Maior, se uniram na reedição da iniciativa que foi fundamental na década de 1990, a Ação da Cidadania.

A iniciativa é um pacto pelos 15% que não têm o que comer, priorizando o combate à fome unindo toda a sociedade. A campanha, lançada no dia 15 de julho, tem como slogan 15 por 15; sugere doar para ajudar esses 15% da população, seja doação de 15 itens, 15 minutos ou horas de trabalho voluntário, 15 quilos de alimentos, 15 refeições… A página da iniciativa apresenta diferentes maneiras de participar e contribuir. É um chamamento para que todos os setores – público, privado e sociedade civil organizada – contribuam de alguma forma e, principalmente, tomem consciência da gravidade das circunstâncias que vivenciamos hoje.

Não faz nem uma década que o Brasil saiu do Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2014, e oito anos depois temos o pior número da história. Somente nossas ações poderão reverter esse quadro e nos colocar de volta na meta de acabar com a fome no país até 2030, dentro dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Esse é um trabalho pelo presente, o alimento de todo cidadão a cada dia, e pelo nosso futuro. Sabemos que uma pessoa que passa fome não consegue estudar, não consegue trabalhar, porque a falta de alimento afeta a saúde física e mental. Um país que passa fome é um país doente.

Precisamos do comprometimento de todos. Se você tem um prato de comida hoje, não está dentro do índice dos 15%, deve fazer a sua parte. Como registra o slogan da Ação da Cidadania, “Se você não passa fome, tem que
ser parte da solução”.

Essa é uma solução conjunta que devemos buscar como sociedade. Não podemos acordar e dormir como se não houvesse 33 milhões de nós, brasileiros, passando fome. Crianças, bebês, jovens, idosos, homens e mulheres em todo o país. Precisamos reintegrar esses 15% com condições de uma vida digna, em que haja pelo menos o que comer.

.  .  .

Artigo originalmente publicado em 4 de agosto de 2022 no jornal O Povo. Confira aqui

Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Premium WordPress Themes Download
lynda course free download
download micromax firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy course download free